Teixeira de Freitas pode reduzir número de vereadores na Câmara

 

 

 

O município de Teixeira de Freitas, no Sul da Bahia, está discutindo um tema que é considerado “tabu” na maioria das casas legislativas do Brasil: a redução no número de parlamentares na localidade. O Projeto de Decreto Legislativo 01/2019 do vereador Arnaldo Ribeiro, o Arnaldinho do PT, passou a tramitar na Câmara Municipal da cidade no último dia 27 de fevereiro. 

A proposição que está dando o que falar pede a redução do número de vereadores. Se for aprovada como está, dos atuais 19 edis, restarão apenas 11 ocupando cadeiras no legislativo municipal. Na justificativa, o vereador afirma que a ideia é gerar economia aos cofres públicos. Atualmente, cada vereador recebe R$ 12,6 mil ao mês.

Arnaldinho argumenta que a redução possibilitará uma economia de quase R$ 6 milhões por legislatura. “Esse montante poderá ser utilizado para a manutenção e melhoria dos serviços públicos dos teixeirenses”, destaca. Ainda de acordo com o projeto, a quantidade de 11 vereadores, como prevê o artigo 29, inciso IV da Constituição Federal, atende à proporcionalidade e é suficiente para atender a demanda local do município. 

O cálculo que baseia o projeto traz a justificativa de que 11 vereadores são suficientes em uma cidade com cerca de 160 mil habitantes. Um dos exemplos citados é a cidade de Vitória, capital do estado do Espírito Santo, que conta com somente 15 vereadores para representar a população estimada em 350 mil habitantes. Com o corte, haverá diminuição de despesas com encargos e pagamentos, como o 13º salário e férias, além de despesas com gabinetes.  O texto verá passar por algumas comissões e tem previsão para ser submetido ao Plenário ainda neste ano.

 

 

 

 

 

Tribuna da Bahia

 

Deixar uma Resposta

Não serão autorizados comentários com palavras de teor ofensivo, como xingamentos, palavrões e sobretudo ofensas pessoais.