TCU volta a julgar nesta terça se afasta ministro baiano Aroldo Cedraz do TCU

 

 

 

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) retoma nesta terça-feira (13) o julgamento sobre o afastamento do baiano Aroldo Cedraz do cargo de ministro do Tribunal de Contas da União (TCU). 

Ele foi denunciado pela Procuradoria-Geral da República (PGR) por tráfico de influência. Segundo a denúncia, ele e o filho, o advogado baiano Tiago Cedraz, pediram propina a Ricardo Pessoa, dono da construtora UTC, em troca de favorecimento da empresa em um processo no TCU. O órgão de Contas questionou a manutenção da licitação para construção da usina nuclear de Angra 3, da qual a construtora participava. 

O caso começou a ser apreciado na sessão do dia 6 de agosto, mas a votação foi suspensa pela presidente da Turma, ministra Cármen Lúcia, após leitura do relatório do ministro Edson Fachin. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Bocão News

 

Os comentários estão fechados.