Senadores criticam decisão do STF em afastar político encontrado com dinheiro na cueca

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta quinta-feira (15) o afastamento, por 90 dias, do senador Chico Rodrigues (DEM-RR), encontrado com R$30 mil na cueca. Ele foi alvo de busca e apreensão da Polícia Federal, autorizada pelo magistrado na quarta (14). Porém, cabe ao Senado manter ou não o afastamento do parlamentar.

Conforme informações do G1 e CNN, os senadores avaliam que a decisão de Barroso seria “usurpação de poder”, quando um dos poderes invade a competência do outro. Além disso, os parlamentares dizem que o mandato popular não “deve depender do humor” de qualquer ministro. Por isso, o Senado quer que o Conselho de Ética da Casa discuta o caso.

Entre os senadores que se manifestaram contra a decisão de Barroso, estão o baiano Ângelo Coronel (PSD-BA), Plínio Valério (PSDB-AM), Nelsinho Trad (PSD-MS), Mecias de Jesus (Republicanos-RR), Lucas Barreto (PSD-AP) e Vandelan Cardoso (PSD-GO). Já o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), tem evitado se pronunciar sobre o tema até o momento. 

Bnews

Deixar uma Resposta

Não serão autorizados comentários com palavras de teor ofensivo, como xingamentos, palavrões e sobretudo ofensas pessoais.