Secretarias de Cultura, Juventude e Comunicação em parceria com o Ides buscam apoio da SecultBA para diversas ações

A equipe da secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, juntamente com a diretoria da Juventude, assessoria de Comunicação da Prefeitura de Valença e a coordenadora do Instituto de Desenvolvimento Sustentável do Baixo Sul (IDES), Liliane Leite estiveram na Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, reunidos com o superintendente da Diretoria de Territorialização da Cultura (DTC), Sandro Magalhães. A reunião foi uma articulação da Cultura e Comunicação de Valença, em parceria com o IDES visando fechar parcerias com o Estado para ações de fortalecimento das manifestações culturais do Território Baixo Sul e implementação do Sistema Municipal.

dsc01647

A secretária de Cultura de Valença, Janete Vomeri, explicou que já faz parte do planejamento da secretaria a criação do Sistema de Informações e de Indicadores em Cultura. Assim como, se colocou a disposição para mobilizar a reativação da Câmara Técnica de Cultura do Baixo Sul. Liliane Leite (Ides) aproveitou a oportunidade para solicitar o apoio da Secult para a realização de um seminário sobre Sistemas Municipais e Patrimonialização, que deve acontecer no mês de agosto, em Valença. “O evento contará também com a parceria do Ministério Público da Bahia, e vai abraçar todos os secretários e agentes culturais dos 15 municípios do Baixo Sul. Organizar e formalizar um setor são essenciais para o seu desenvolvimento. A sistematização é de fundamental importância considerando, inclusive, o repasse de verbas fundo a fundo que está previsto pelo Ministério da Cultura. E que já acontece a nível estadual”, ressaltou Liliane Leite.

dsc01649

O superintendente Sandro Magalhães garantiu total apoio da Secult para o seminário e também ressaltou a importância dos prefeitos do Baixo Sul aderirem ao programa Municípios Culturais – uma ação baseada na soma de forças do Governo da Bahia com os municípios baianos para fortalecer o setor cultural em todo Estado. “A base do programa está na relação entre o Estado e os municípios baianos, que estão convidados a formalizar sua adesão e ficar aptos a atuar juntamente com a SecultBA em duas linhas que resultarão em avanços institucionais e práticos: Fortalecimento do Sistema de Cultura e apoio ao desenvolvimento de ações culturais nos municípios. A assinatura do Termo de Cooperação com a SecultBA permitirá a realização conjunta de ações culturais, tais como consultorias, assessorias, oficinas, formações, encontros etc., distribuídas em sete categorias: Formação, fomento, institucionalização cultural, arquivo e biblioteca, linguagens artísticas, patrimônio cultural, e grupos identitários e tradicionais”, explicou Sandro Magalhães. Vanessa Andrade, assessora de Comunicação de Valença, sugeriu uma ação de mobilização dos municípios a partir do Consórcio Intermunicipal da APA do Pratigi (CIAPRA), o qual reúne diversos prefeitos do Baixo Sul.

Na oportunidade, também foi abordado o projeto de revitalização da Fortaleza do Morro de São Paulo, o qual tem como um dos objetivos dar visibilidade e empoderamento as diversas manifestações culturais do Território, a partir de um calendário de apresentações mensais no espaço. Para tal, Sandro Magalhães sugeriu um Termo de Cooperação por um ano entre a Secult e o Ides, ou entre a Secult e algum outro órgão gestor, com o propósito de garantir a presença de diversos grupos culturais do Baixo Sul no calendário de eventos. Outra boa notícia do superintendente foi a elaboração de novos projetos que beneficiarão o setor da Juventude, ressaltando a importância do município de Valença priorizar um levantamento dos coletivos culturais juvenis.

Os comentários estão fechados.