“Rui Costa não tem candidato a prefeito de Salvador”

Heraldo Rocha afirmou que o vice-prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), é o “candidato natural” à sucessão de ACM Neto

Presidente do DEM de Salvador, Heraldo Rocha disse, ontem, que o governador Rui Costa (PT) ainda não anunciou um candidato para disputar a sucessão de ACM Neto (DEM) em 2020 porque não tem nenhum postulante. “Ele não tem. Ele tem candidato? Ele teve candidato na eleição passada (em 2016)? Ele colocou a nossa amiga (a deputada federal Alice Portugal) numa fria. Não teve jeito”, declarou, em entrevista à Rádio Câmara de Salvador.

Heraldo Rocha afirmou que o vice-prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), é o “candidato natural” à sucessão de ACM Neto. No entanto, não descartou a hipótese de que o prefeito escolha outros nomes, como o secretário municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Sempre), Leo Prates (DEM). “O Bruno é um menino com boa formação, trabalhador, inteligente. E não existe plano B. Todos os nomes que falam podem ser candidato. E Leo Prates é um excelente quadro”, salientou.

O presidente do DEM disse que hoje todo mundo quer chefiar o Palácio Thomé de Souza porque “que vai pegar uma prefeitura financeiramente equilibrada, com funcionalismo em dia, com educação, saúde e infraestrutura”. Ainda na entrevista, Heraldo Rocha ironizou o projeto da ponte Salvador-Itaparica, do governo estadual. “A ilha de Mar Grande e Itaparica estão destruídas, não tem saneamento básico lá, assalto, insegurança total. Como a pessoa faz ponte e ainda fala na ponte? E em uma fase dessa da economia, nós estamos em uma situação gravíssima”, declarou.

Heraldo ainda criticou o PT ao chamar o partido de “extremista”. “Nós sofremos muito com o PT querendo acabar com o Democratas. Era um projeto de poder do PT de destruir o Democratas. O ex-presidente (Luiz Inácio Lula da Silva) disse que queria acabar com o Democratas”, afirmou. O presidente do DEM de Salvador descartou qualquer hipótese de o governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) de retaliar a gestão de Rui Costa, por ser oposição ao capitão reformado. “Esse choro eu já ouvi há muito tempo. Não farão com eles o que fizeram aqui com a prefeitura. O que fez Dilma e Lula. Eu não acredito mais neste tipo de retaliação”, pontuou. Heraldo cutucou o vice-presidente da República, Hamilto Mourão (PRTB). “Não pode ver um microfone que ele adora falar. Vice é para ser discreto”, afirmou. Sobre governo Bolsonaro, disse que os integrantes “tão falando demais e dando arma ao bandido”.

Tribuna da Bahia

Os comentários estão fechados.