Rodoviários aceitam acordo e greve de ônibus deve ser suspensa

 

Em reunião realizada no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), nesta terça-feira, 14, o Sindicato dos Rodoviários de Salvador decidiu acatar a proposta oferecida pelos empresários. Com isso, a paralisação da categoria que estava prevista para ocorrer na quinta, 16, deve ser cancelada em assembleia marcada para as 15h desta quarta, 15, no Ginásio dos Bancários (Aflitos).

Em contato com o Portal A TARDE, o diretor do sindicato, Tiago Ferreira, falou sobre o posicionamento adotado pela associação. “Nós vamos defender a proposta. O oferecido é bom e representa uma melhora para a classe a nível nacional. Por isso, iremos deferir amanhã o acordo”, afirmou.

De acordo com Tiago, o aumento representa um reajuste de 5,1% no salário dos funcionários. Além disso, ainda foi definido em convenção coletiva que as empresas deverão priorizar a contratação de profissionais oriundos da ‘escolinha’ do sindicato. Ficou acordado também a implantação de um ônibus social, que funcionaria como uma espécie de sindicato móvel, atendendo a algumas demandas como: advogados e serviço médico.

Outro fator de grande importância para os rodoviários foi o aumento de 9,5% no ticket refeição. Com isso, o valor que antes era de R$18,26, passa a ser de R$20.

Mesmo acatando ao acordo oferecido pelos patrões, os valores atuais permaneceram abaixo daquilo que foi reivindicado anteriormente pelo sindicato. Na primeira oferta, a categoria exigia que o reajuste salarial fosse equivalente a 8%, enquanto valor do ticket correspondesse a um acréscimo de 15%. No entanto, a classe considerou a nova proposta como satisfatória.

“A inflação do período está abaixo. Nós fechamos com um acordo um pouco superior, mas para a situação que está o país, optamos pelo melhor para todos”, garantiu o diretor.

Atarde

Deixar uma Resposta

Não serão autorizados comentários com palavras de teor ofensivo, como xingamentos, palavrões e sobretudo ofensas pessoais.