Rodoviário denuncia multa indevida da Transalvador

 

Um motorista de ônibus coletivo de Salvador usou as redes sociais para denunciar a cobrança indevida de uma multa aplicada pela Transalvador por ter excedido o limite de velocidade na via marginal da avenida Luís Viana Filho, Paralela.

O profissional, que se apresenta como Robson Souza, exibe documentos que provam a irregularidade, dentre eles o disco de tacógrafo do ônibus onde a velocidade registrada não excede 60 km. Segundo ele, o sistema do carro é programado para cortar o combustível caso o condutor tente ultrapassar esse limite.

A Transalvador diz ter flagrado o veículo a 83 km. Robson Souza argumenta ainda que a prefeitura tem o controle do GPS do ônibus em tempo real, onde ficou evidenciado que ele trafegava a 57 km.

“Eu vou recorrer porque tenho as provas. Será que Fabrizzio Muller [superintendente da Transalvador] e o prefeito ACM Neto precisam fazer isso? Ficamos agora em dúvida se tantas multas que a prefeitura dá são realmente verdadeiras, legítimas”, desabafa.

Assista:

OUTRO LADO – Em nota, a Transalvador afirmou que “todos os equipamentos de fiscalização eletrônica que medem velocidade na cidade são aferidos pelo Ibametro”, órgão delegado do Inmetro e autarquia da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE) do Estado”.

O equipamento em questão, localizado na marginal da Avenida Luís Viana, sentido Rodoviária, foi aferido no dia 22 de maio de 2017, com validade de um ano, a expirar em maio de 2018.

“Contudo, para afastar qualquer dúvida quanto à fiscalização do equipamento, a Transalvador irá solicitar ao Ibametro uma nova aferição, mesmo antes do final do prazo de validade, que pode ser acompanhada por qualquer pessoa, inclusive o condutor autor da denúncia, se assim o desejar”, ponderou.

A Transalvador admitiu que recebeu denúncia similar este ano e sustentou que ao solicitar uma nova aferição do equipamento ficou comprovando que ele “media a velocidade até um pouco mais baixa que a alcançada pelo veículo”.

 

Bocão News

Os comentários estão fechados.