PT vai rever estratégia para alavancar Haddad

 

Para alavancar a candidatura de Fernando Haddad (PT) à Presidência da República, o PT baiano vai “readequar” as estratégias na eleição, segundo Jerônimo Rodrigues, que é coordenador da campanha do governador e candidato à reeleição Rui Costa (PT). “Vamos readequar o projeto com Haddad presidente. Nós já estamos mandando que todos os materiais, que não foram impressos, tenham o rosto de Haddad e de Manuela [D’Ávila, do PCdoB, que é candidata a vice na chapa]. A gente não pode negar a imagem de Lula, que vai continuar presente, claro. Ele é uma figura que tem votos e tem relação com o nosso projeto na Bahia, mas vamos tocar o barco puxando Haddad nos materiais e nos conteúdos de programa”, afirmou, em entrevista à Tribuna. Presidente do PT na Bahia, Everaldo Anunciação disse o partido vai “intensificar a presença” de Haddad no horário eleitoral governista e nas caravanas que Rui tem feito pelo interior do estado. O ex-prefeito de São Paulo foi oficializado candidato do PT ao Palácio do Planalto após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) indeferir a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que está preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba depois de ser condenado em segunda instância por corrupção e lavagem de dinheiro.

A Corte Eleitoral estabeleceu até anteontem para que a chapa petista trocasse o postulante à Presidência sob pena de ficar fora do pleito. Sem alternativa, o partido alçou o então candidato a vice ao posto de aspirante ao Palácio do Planalto. Pesquisa Ibope aponta que Haddad tem 8% das intenções de votos. “A gente tinha essa expectativa [de o ex-prefeito de São Paulo assumir a candidatura] diante da posição do Judiciário de desrespeitar a Constituição e o direito de Lula de ser candidato, mas Haddad vai nos levar ao segundo turno. Ele está em uma crescente e acredito que na próxima semana ele vai passar dos dois dígitos. No segundo turno, vamos manter a aliança de centro-esquerda. Haddad representa Lula e um projeto que deu certo. Vamos fazer um apelo por quem quer fazer justiça neste país”, ressaltou Everaldo.

No próximo sábado, o ex-prefeito desembarca na Bahia, onde fará campanha em Vitória da Conquista e Jequié. A última vez que Haddad esteve no estado foi em 21 de agosto deste ano, quando fez uma caminhada em Salvador. Na ocasião, ainda era candidato a vice e não foi reconhecido pelos eleitores. Foi chamado de “Andrade”. Para Jerônimo, o postulante petista teve um “banho de povo” nas ruas da capital.  “Foi uma acolhida muito grande em Salvador. Agora, será no interior do estado. Estamos fazendo uma grande mobilização para que o Haddad possa ser recebido e reconfirmar a acolhida”, frisou.

“Vitória de Haddad é não ao golpe”, diz Rui

O governador e candidato à reeleição Rui Costa (PT) disse que a eventual vitória de Fernando Haddad (PT) à Presidência da República será “mais um não ao golpe”, ao se referir o impeachment sofrido pela ex-presidente Dilma Rousseff (PT). Afirmou, ainda, que será uma maneira de “se fazer justiça” ao ex-presidente Lula (PT) que teve a candidatura inferida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

“A confirmação do nome de Fernando Haddad como candidato à Presidência da República pelo PT, em nome de Lula, é uma alternativa para que o Brasil possa fazer justiça nas urnas e fortalecer o processo democrático. A vitória de Haddad será forma dizer mais uma vez ‘não’ ao golpe e de se fazer justiça à vontade do povo e ao maior líder político da nossa história: Lula. Preso sem provas, Lula autorizou o partido a lançar a chapa com Haddad e Manuela D’Ávila na vice. Vamos trabalhar para oferecer a Lula essa vitória histórica”, escreveu, em uma rede social.

Ontem, o petista baiano participou de um encontro de mulheres em Salvador. Na ocasião, disse que, se eleito, vai implantar uma unidade de alta complexidade em oncologia (Unacon) no Hospital da Mulher. Além disso, promover qualificação profissional de mulheres para inserção no mercado de trabalho e implantar os projetos “Mulheres Produtivas” e “Mulheres nas Ciências”. 

 

 

 

Tribuna da Bahia

Os comentários estão fechados.