Por causa de Ana Maria Braga, dono de barco pode pegar 4 anos de prisão

 

Foi o pescador Thiago Andanti que sofreu as consequências por causa do momento de lazer de Ana Maria Braga. A convite do amigo e médico Eduardo Tomioka, a apresentadora da Globo decidiu se aventurar em uma pescaria oceânica no último sábado (28), no litoral paulista, e acabou gerando problemas jurídicos ao dono do barco que contratou. 

O barco se aproximou mais do que o limite permitido de 500 metros da plataforma de petróleo Mexilhão, que pertence à Bacia de Santos. Com isso, a Petrobras apresentou denúncia da aproximação à Marinha do Brasil e à Polícia Civil, o que acabou com o proprietário da embarcação na delegacia. 

“Quando recebemos o aviso da plataforma, nos afastamos. Tanto que conseguimos pescar bem longe dali. Tinha mais uns oito barcos também perto da plataforma, mas só o nosso foi denunciado pela Petrobras. Fui surpreendido hoje com três agentes da Marinha e mais policiais militares de escolta”, contou Andanti ao UOL enquanto ainda estava na delegacia. 

De acordo com a publicação, ele foi autuado pelo crime de expor a vida de alguém em perigo e também colocar o patrimônio de outra pessoa em risco. A pena vai de multa a até quatro anos de prisão, caso seja condenado.

No entanto, segundo Andanti, a apresentadora garantiu que vai ajudá-lo no processo. “Ela (a apresentadora) falou comigo hoje e disse que vai me ajudar”, disse Andanti, que teve a embarcação lacrada nesta segunda-feira.

 

Bocão News

Os comentários estão fechados.