Parceria entre universidades e sistema financeiro incentiva inovação

 

 

 

Universidades e instituições financeiras poderão desenvolver soluções de inovação por meio do programa Lift Learning, o laboratório de inovação lançado hoje (28) pelo Banco Central e pela Federação Nacional de Associações dos Servidores do Banco Central (Fenasbac), em Brasília.

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, ao participar da cerimônia, ressaltou que o programa vai preparar os estudantes para desafios do mercado financeiro, além de acelerar o processo de transformação digital do setor.

“Nos próximos 3 ou 4 anos, vamos ter um sistema financeiro muito mais tecnológico, muito diferente do que temos hoje. Esse processo de incorporação tecnológica no sistema financeiro nacional tem reflexos muitos importantes na economia, na transmissão e alocação de recursos”, afirmou.

Segundo o presidente do BC, o objetivo é incentivar e acelerar o desenvolvimento dos projetos selecionados, aproximar a academia e entidades com necessidades específicas de desenvolvimento de soluções relacionadas ao Sistema Financeiro Nacional, além de fomentar, no meio  acadêmico, o empreendedorismo e a criação de startups relacionadas ao sistema financeiro, por estudantes e pós-graduados.

Soluções inovadoras

Segundo o BC, as empresas poderão contar com o apoio de universidades, criando oportunidade de aprendizado experimental e fomentando o empreendedorismo na formação dos estudantes.

A parceria ocorrerá, tanto com o oferecimento de incentivos pelas empresas participantes, na forma de prêmios e bolsas de pesquisa ao meio acadêmico, como por meio de agências de fomento. O primeiro ciclo da iniciativa ocorrerá em 2020.

A iniciativa deriva do Laboratório de Inovações Financeiras e Tecnológicas (Lift), um laboratório virtual lançado em maio do ano passado, com objetivo viabilizar e promover protótipos de inovação financeira e tecnológica para o Sistema Financeiro Nacional.

A diretora de Administração do BC, Carolina de Assis Barros, explicou como funcionará o Lift Learning. O primeiro passo foi o lançamento da agenda BC#, que reúne as ações estratégicas do BC para os próximos anos.

“Diante dessa agenda estratégica, as instituições financeiras apresentam desafios ou problemas específicos a serem solucionados. Então, o Instituto Fenasbac constrói um arranjo de cooperação entre as instituições financeiras, as universidades, as agências de fomento e o Banco Central para o desenvolvimento de pesquisas aplicadas. As pesquisas buscarão soluções para os desafios e problemas levantados pelas instituições financeiras. Ao final do projeto, os resultados serão apresentados para as instituições demandantes e um artigo científico será elaborado pelos alunos participantes”, disse.

Agência Brasil

Deixar uma Resposta

Não serão autorizados comentários com palavras de teor ofensivo, como xingamentos, palavrões e sobretudo ofensas pessoais.