Operação da PF revela fraudes de 4 milhões no INSS da Bahia

Uma quadrilha organizada, envolvendo servidores e intermediários – que fraudavam o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) – foi desmantelada, nesta terça-feira 7, pela Superintendência Regional da Polícia Federal, com sede em Salvador. A fraude começou em 2018, e causou prejuízos iniciais no valor de 4 milhões de reais, relativos à cerca de 80 benefícios previdenciários suspeitos.

“Esses números, muito provavelmente aumentarão, com o avançar das investigações e a identificação de outras fraudes”, adiantou o delegado Marcelo Siqueira, responsável pela operação “Teia de Aranha”. Além da Capital baiana, a quadrilha atuava, ainda, nas cidades de Candeias e Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador, fraudando benefícios, especialmente o ‘auxílio-doença’, realizando manipulações em perícias médicas, em troca de vantagens financeiras indevidas.

EXTORSÃO

E foi a partir de uma denúncia de uma pessoa, que estava doente, e se negou a ser extorquida, que a investigação da PF começou no ano passado. Nesta terça-feira 7, com a eclosão da operação, 17 medidas judiciais foram realizadas e duas pessoas presas pela manhã. No final da tarde, estava prevista a apresentação de uma outra pessoa, que seria acompanhada por um advogado. Entretanto, já estava decidido que ela seria presa, na hora; enquanto o médico-perito se encontra em recolhimento domiciliar, sem direito a sair à noite e nos finais de semana, desde o início da operação.

Na informação da PF houve um caso exemplar dessa fraude. “Um contribuinte, que sequer estava doente, recebeu durante seis meses o benefício do ‘auxílio-doença’ no valor de R$3.500”. O delegado da operação, em entrevista a uma emissora de TV local, afirmou ainda que, “em geral, as pessoas não tinham a doença que diziam ter.Mas, há casos de outras pessoas, que tinham alguma doença e, por algum motivo, quiseram agilizar o atendimento e acabaram se utilizando de meios ilícitos para conseguir”, pontuou.

Tribuna da Bahia

Os comentários estão fechados.