Novo contrato do Bahia com a Caixa é oficializado e tem aumento no valor das premiações

[Novo contrato do Bahia com a Caixa é oficializado e tem aumento no valor das premiações]

 

Foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira (05) a renovação do contrato de patrocínio do Bahia com a Caixa Econômica Federal. O vínculo foi prorrogado por mais uma temporada, e o valor de R$ 6 milhões que foi praticado na última temporada será mantido. Em entrevista ao Galáticos Online, o presidente Guilherme Bellintani já havia revelado que o banco queria reduzir esse valor, mas o clube conseguiu manter.

“A gente já concluiu a renovação macro, as questões de números gerais, inclusive de manutenção do valor do ano anterior. A gente queria, de fato, um avanço ou no mínimo uma correção, mas a gente também entende as restrições orçamentárias que o país vive, especialmente um banco público como a Caixa Econômica. Mas eu acho que no final das contas foi uma renovação importante para o clube”, afirmou o mandatário.

O detalhe é que segundo a publicação do DOU, o contrato entre o Esquadrão e a Estatal seria no valor de R$ 9,5 milhões. Contudo, em entrevista ao Galáticos Online, o gerente de negócios do clube, Lênin Franco, esclareceu que nesse valor estão acrescidas possíveis premiações por conquistas, até mesmo de competições que o Bahia nem disputa.

 

“O contrato da Caixa permanece o mesmo valor de R$ 6 milhões. Ano passado havia uma diferença de R$ 1,8 milhão que era correspondente apenas a premiações. Essas premiações vão de Copa do Nordeste, Copa do Brasil, Campeonato Brasileiro, Libertadores, Sul-Americana e Mundial de Clubes, todos esses campeonatos juntos valiam um R$ 1,8 milhão de premiação. Nsse ano (2018) permanecem os mesmos R$ 6 milhões, porém todas essas competições juntas, inclusive competições que o Bahia não disputa, como o caso da Libertadores e o Mundial, todas elas juntas representam R$ 3,5 milhões. Por isso que o edital da Caixa saiu com R$ 9,5 milhões, são os R$ 6 mi + R$ 3,5 mi de premiações no fim das contas. Para resumir, é o mesmo valor, o que dobra são as premiações, mas nem toda competição que consta no contrato o Bahia disputa” explicou Lênin.

Bocão News

Os comentários estão fechados.