Nova tecnologia vem para facilitar uso de reconhecimento facial no Android

A tecnologia que dá vida ao sistema de reconhecimento facial do Xiaomi Mi 8 Explorer Edition poderá, a partir de agora, levar a mesma excelência deste recurso também a outros aparelhos com Android. Essa é a novidade apresentada hoje pela Ams, responsável pela nova técnica de IR VSCEL (cavidade vertical de superfície emissora de laser de infravermelho, em tradução livre) conhecida como PMSIL.

Essa é a primeira vez que um sistema avançado e preciso de segurança para reconhecimento facial é disponbilizada para aparelhos com Android. Segundo a sua criadora, ela é capaz de “oferecer uma eficiência óptica muito alta e minimizar o gasto da bateria do telefone” enquanto lê o rosto do usuário com raios infravermelhos.

Mi 8 Explorer Edition é o primeiro do mundo a contar com a tecnologia PMSIL, da Ams.

 

A PMSIL combina sistema de iluminação com bloqueio de segurança ocular para confirmar a identidade do usuário em apenas alguns instantes e deve ser a primeira iniciativa direcionada ao Android capaz de bater de frente com o FaceID, da Apple. Os problemas enfrentados pela Samsung com o reconhecimento facial dos seus novos flagships, por exemplo, não deve se repetir por aqui.

O conjunto completo do PMSIL é composto por um emissor e um difusor que, juntos, resultam em uma peça com 3 x 3 x 1 milímetros. Ele conta com uma alta estabilidade espectral e apresenta uma espessura espectral bem estreita, com menos de 1 nanômetro, e pode ser configurado para trabalhar junto de recurso específicos dos aplicativos.

A Ams vem desenvolvendo esta tecnologia ao longo dos últimos 15 anos e garante que ela está pronta para ganhar o mercado. Resta esperar que o Mi 8 Explorer Edition seja usado e avaliado de maneira extensiva para saber como a PMSIL se sairá na prática.

 

Tecmundo

Os comentários estão fechados.