MST invade fazenda de Maroni, empresário que comemorou prisão de Lula

Integrantes do Movimento dos Sem Terra (MST) invadiram, nesta terça-feira (17), uma fazenda de propriedade do empresário Oscar Maroni em Araçatuba, a cerca de 550 quilômetros da capital paulista. Segundo o Uol, entre os motivos alegados para invasão estão a reforma agrária e a “arbitrariedade da prisão” do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Essa não é a primeira vez que a propriedade de Maroni é invadida pelo grupo. Ações do movimento já haviam sido registradas em 2015.

Maroni, conhecido como “magnata do sexo” e dono Bahamas Club, distribuiu cerveja grátis a clientes para comemorar a prisão de Lula. No dia 6 de abril, antes de Lula se entregar à Polícia Federal, o empresário se vestiu de presidiário e comandou uma festa em seu clube. Segundo o MST, Maroni “agrediu sexualmente diversas mulheres, expondo o corpo de muitas trabalhadoras do sexo perante centenas de homens em uma festa no dia 6”.

 

Bocão News

Os comentários estão fechados.