Grupos das ilhas de Cairu participam do I Encontro de Zambiapungas do Baixo Sul

No último sábado (24), em Nilo Peçanha, foi realizado o I Encontro de Mestres e Grupos de Zambiapungas do Baixo Sul. A delegação de Cairu, chefiada pela secretária municipal da Cultura, Graça Peleteiro, levou representantes dos grupos locais, mestres de Cairu(Sede) e Boipeba que participaram de uma rica programação, com rodas de conversas, onde houve uma homenagem a Senhora Anália de Boipeba, além de oficinas, cortejo, exposições de fotografias, artesanato, instrumentos e fantasias. O evento contou também com as presenças dos grupos de Nilo Peçanha, Taperoá e Valença. Reunindo aspectos culturais e religiosos oriundos do continente africano, a manifestação traz elementos específicos dos povos de língua banto. 

Para Walmório André, um dos idealizadores do encontro e presidente do Zambiapunga de Nilo Peçanha, o evento foi uma celebração para comemorar o registro do IPAC.  
Graça Peleteiro também discorreu sobre os grupos de Cairu: “O nosso Cairu e um Município histórico, que tem várias manifestações culturais centenárias . Hoje estamos aqui para comemorar o registro do Zambiapunga do Baixo Sul e principalmente das Ilhas de Cairu . Em Cairu, temos três ilhas, com a manifestação. Galeão, Boipeba e Cairu(Sede). Cada um tem particularidades e isso e que os faz singular, em Cairu, por exemplo chamamos de Caretas e não se trata de um grupo, mas de toda a comunidade.Na festa de São Bendito do Galeão, há o cortejo do Zambiapunga, na Festa do Divino em Boipeba e em outubro, na Sede, há a festa da Nossa Senhora do Rosário, os Caretas saem na madrugada acompanhados por toda comunidade. Um momento vibrante! Outra atividade importante é a oficina para grupos mirins que acontece em Cairu, com o objetivo de salvaguardar às nossas tradições. Aproveito para parabenizar todos os mestres pelo trabalho que realizam nas suas comunidades, não só preservando e elevando as manifestações populares, como melhorando a qualidade de vida de centenas de jovens”, afirmou a secretária.
O I Encontro de Mestres e Grupos de Zambiapungas do Baixo Sul foi bastante prestigiado por caravanas de diversos municípios, pelos prefeitos Carlos Azevedo (Nilo Peçanha), Rosival Lopes (Taperoá), Léo Ramos (Igrapiúna), além do diretor de Preservação do IPAC), Roberto Pelegrino; que recebeu de Cairu uma homenagem, atraves de uma máscara. Também presente no evento, Orley da Silva 
(Superintendência de Desenvolvimento Territorial da Cultura do Estado), Cassi Ladi e Sueli Ribeiro (CCPI), Wesley e Anália (Zambiapunga de Boipeba), João Silva (Caretas), Michele Dahlmann (secretaria da Cultura de Caiu), Liliana Leite (Ides), Otávio Mota (coordenador do Centro de Cultura de Valença), professoras Lili Camadelli e Núbia Cecília, antropóloga Jamile de Sena, os mediadores Chico Nascimento e Josenildo Normandia, vereadores Adailton Francisco (Valença) e Sílvio Humberto (Salvador), entre outros.
ASCOM
Os comentários estão fechados.