Google quer forçar Samsung a abandonar Bixby e apps próprios

Samsung pode ter que abandonar ou colocar em segundo plano a sua própria assistente pessoal, a Bixby, e outros aplicativos da linha Galaxy que incluem até mesmo a loja interna da fabricante. A informação é da Bloomberg, confirmada também por fontes obtidas pela agência de notícias Reuters.

O motivo é um acordo com a Google atualmente em fase de negociações. A dona do Android deseja promover o Google Assistente, a Play Store e outros de seus serviços nos smartphones da sul-coreana, que costuma apresentar alternativas próprias para vários apps existentes no ecossistema da aliada.

De modo geral, o acordo daria mais espaço para a Google dentro dos celulares da Samsung — que é a maior fabricante do mercado mobile há alguns anos. Não há detalhes a respeito de quanto a norte-americana estaria disposta a pagar por essa promoção nos aparelhos da linha Galaxy, mas é possível que haja uma generosa compensação financeira entre os termos.

O lado das gigantes

Ao menos por enquanto, a Samsung parece negar o acordo. “Nós permanecemos comprometidos com os nossos próprios serviços e ecossistema”, diz a empresa em um comunicado oficial.

Por outro lado, a Google tentou apaziguar a situação a partir de um porta-voz. “Como todas as fabricantes de dispositivos Android, a Samsung é livre para criar os seus próprios apps e assistente digital”, afirma a companhia, ressaltando que essa política de melhoria de experiência do usuário não será alterada.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

TecMundo

Deixar uma Resposta

Não serão autorizados comentários com palavras de teor ofensivo, como xingamentos, palavrões e sobretudo ofensas pessoais.