“Desmoronando”, estampa revista Veja com foto de Moro na capa

 

 

A edição desta semana da revista Veja estampou a foto do atual ministro da Justiça e Segurança Pública e ex-juiz, Sergio Moro com a manchete “desmoronando”. O título faz referência aos diálogos do ministro com procuradores influenciando na Operação Lava-Jato e critica a postura do ex juiz. 

“Diálogos comprometedores com o Ministério Público, com claras transgressões à lei, descontroem a imagem de Sergio Moro, o grande herói da Lava-Jato”, diz o texto.

Entenda o caso: 
O site The Intercept  divulgou no último domingo (9) trocas de mensagens entre o então juiz Sergio Moro e Deltan Dallagnol, procurador do Ministério Público Federal. Segundo o site, em conversas no aplicativos de mensagens, Moro sugeriu ao procurador que trocasse a ordem de fases da Lava Jato, cobrou agilidade em novas operações, deu conselhos estratégicos e pistas informais de investigação, antecipou ao menos uma decisão, criticou e sugeriu recursos ao Ministério Público e deu broncas em Dallagnol como se ele fosse um superior hierárquico dos procuradores e da Polícia Federal.

A Constituição de 1988 determina que não haja vínculos entre o juiz e as partes em um processo judicial. Para que haja isenção, o juiz e a parte acusadora –neste caso, o Ministério Público– não devem trocar informações nem atuar fora de audiências. 
Através do Twitter, o atual ministro da Justiça, Sérgio Moro afirmou que foi “Muito barulho por conta de publicação por site de supostas mensagens obtidas por meios criminosos de celulares de procuradores da Lava Jato. Leitura atenta revela que não tem nada ali apesar das matérias sensacionalistas” (SIC). Moro disse que o “conteúdo das mensagens que me citam, não se vislumbra qualquer anormalidade ou direcionamento da atuação enquanto magistrado, apesar de terem sido retiradas de contexto e do sensacionalismo das matérias, que ignoram o gigantesco esquema de corrupção revelado pela Operação Lava Jato.”

Bocão news

Deixar uma Resposta

Não serão autorizados comentários com palavras de teor ofensivo, como xingamentos, palavrões e sobretudo ofensas pessoais.