Bahia segue sem definição sobre o retorno das aulas presenciais

Com os protocolos prontos, mas ainda sem data de início, a Prefeitura de Salvador e o governo do Estado analisam qual o momento adequado para a retomada das aulas presenciais. Apenas o município de Brumado vai começar as atividades nas escolas, com data prevista para o dia 21 de setembro. Pais, servidores e professores têm ideias diferentes a respeito do assunto. 

Qual a melhor decisão para acolher os alunos acostumados à nova rotina de aulas gravadas e ensino à distância? A Tribuna ouviu uma psicopedagoga que acredita ser uma situação ainda delicada e que o ideal seria a retomada em janeiro de 2021. 

Sheyla Argolo, que é pedagoga, psicopedagoga clínica Institucional e pós graduanda em Gestão escolar, diz que este ´o momento é de reestruturação do ensino, porém, o ideal é que não haja mais prejuízos aos alunos. 

A especialista afirmou que não é razoável restabelecer as aulas presenciais agora porque ainda não há uma vacina estabelecida e, mesmo assim, traria prejuízos para os alunos. “Penso que um retorno neste momento não é adequado porque os estudantes já estão acostumados ao sistema remoto, então, voltar ao modo presencial não é razoável. O ideal é concluir o ano que já está próximo do fim e realizar a retomada em janeiro”, analisou. 

A pedagoga salientou a importância do processo de aprendizagem no momento em que houver a retomada do ensino presencial. “É importante o equilíbrio de todos nessa retomada, pois não é possível pensar em “desempenho” e “aprendizagem” sem a tranquilidade necessária para a dinâmica desse processo”, disse. 

Argolo chamou a atenção para que haja um acompanhamento da família e da escola junto ao aluno. “Eles terão, então, que passar por um processo de reconstrução, sentindo o impacto da mudança e, gradativamente, se recondicionando a essa nova realidade. Nessa nova fase, será fundamental o acompanhamento da escola e da família, para que juntos possam preencher as possíveis lacunas que surgiram no processo ensino-aprendizagem de cada aluno”, salientou.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Tribuna da Bahia

Os comentários estão fechados.