Bahia e Vitória juntos contra a fome

 

 

Enquanto discutem a possibilidade de planejar a volta aos campos, tão logo cessem os efeitos danosos da pandemia, os dirigentes dos principais clubes do Nordeste, entre os quais Vitória e Bahia, seguem incentivando a campanha contra a fome na região.

No final da tarde de ontem, aproximava-se de dois mil o número de benfeitores participando da ação que tem como meta alcançar o número redondo de um milhão de refeições para pessoas mais afetadas pelos desdobramentos do coronavírus para a economia.

Coordenada pela organização Ação da Cidadania, fundada pelo sociólogo Herbert de Souza, conhecido como Betinho, em 1993, a coleta vem incentivando torcedores de 16 agremiações a participar.

Mesmo quem não tem possibilidade de ajudar com a doação de recursos financeiros é convidado a dar uma força na divulgação, ao compartilhar os anúncios da campanha por meio das redes sociais da internet.

Bandeira única – A ideia é unir em uma única bandeira – a do Solidariedade F.C. – todos os 16 clubes da Liga do Nordeste, chamada de Lampions League pelos torcedores, em alusão ao líder dos cangaceiros executado em Angico, Sergipe.

A campanha está em curso para alcançar a segunda meta, que é de 200 mil refeições: quase 60% deste total já foi arrecadado, restando ainda 43 dias para o prazo final de arrecadação.

Os jogadores Flávio, do Bahia, ressaltando o espírito de união contra o “inimigo invisível”, e Vico, do Vitória, ao lamentar a “falta de trabalho e a fome”, colaboram gratuitamente para estimular os torcedores da dupla Ba-Vi a participar da campanha.

Hoje eu vejo que o impeachment de Bolsonaro já está atrasado. Há crimes de responsabilidade diversos, não só neste fato envolvendo a PF, mas também como na própria condução do combate à pandemia

Carlos Fernando Lima, ex-procurador da Lava Jato, em entrevista ontem ao portal UOL

Congresso virtual da Ufba

A três dias do encerramento, nesta sexta-feira, o primeiro congresso virtual da Ufba já conta com a participação de 25 mil inscritos, entre estudantes e docentes. A recepção dos conteúdos é impossível de mensurar com precisão, mas certamente ultrapassa este número, pois os colegiados direcionam os links das apresentações a todos os discentes cadastrados. Um dos formatos mais apreciados, o de videopôster, agradou em cheio a comunidade acadêmica, tal o volume de participação, passando de 500, além de outras 600 propostas de mesas de debates. O acompanhamento do congresso pelas redes Facebook e YouTube será objeto de avaliação pelos coordenadores ao final do evento, como forma de verificar o desenvolvimento da interatividade durante a pandemia.

Proteção aos feirantes

Em resposta a notícias de mortes de trabalhadores da Feira de São Joaquim associadas à Covid-19, foi encaminhado projeto de lei que garante o fornecimento de equipamentos de proteção individual, higienização e dedetização dentro da feira. A iniciativa é da deputada estadual Olívia Santana (PCdoB).

Atarde

Os comentários estão fechados.