Ano de 2019 registra recorde de casos de racismo no esporte

 

 

 

 

 

Os casos de racismo no esporte sofreram alta de 6,8% entre janeiro e novembro de 2019, se comparado ao mesmo período do ano passado. Foram 47 ocorrências em todo o país, segundo dados do Observatório da Discriminação Racial.

Os registros representam a maior marca nos últimos seis anos. “Um dos maiores erros é enxergar cada caso como uma novidade. Todos estão inseridos em um contexto que exige preocupação e atitude”, explicou Marcelo Carvalho, diretor executivo do Observatório.

De acordo com especialistas, a questão está ligada a problemas estruturais da sociedade brasileira. Para o sociólogo Rogério Baptistini Mendes, da Universidade Mackenzie, os episódios nos estádios de futebol, por exemplo, reproduzem o processo de exclusão do negro na sociedade por conta da escravidão.

“A abolição da escravatura foi insuficiente para inserir o negro na vida social. O que nós imaginávamos que estivesse sendo mitigado com o avanço da educação e a melhoria das condições econômicas e políticas voltou à tona com a polarização da vida social nos últimos anos”, explicou.

Bocão News

Deixar uma Resposta

Não serão autorizados comentários com palavras de teor ofensivo, como xingamentos, palavrões e sobretudo ofensas pessoais.